idéias de negócios

40 Ideias de Negócios lucrativos e inovadores

Não é difícil encontrar ideias de negócios. Difícil mesmo é selecionar aquelas que:

  • Se encaixam em seu perfil e com as quais você tenha afinidade;
  • São promissoras na sua região;
  • Demandem pouco dinheiro (aquelas que precisam de muito dinheiro só são indicadas para quem já tem um negócio próprio de sucesso e quer expandi-lo);

Busque ideias inovadoras

Ideias de negócios inovadoras e de baixo investimento inicial são aquelas que podem oferecer aquele potencial de crescimento incrível que você procura.

Porém, onde se lê baixo investimento inicial (capital), deve ser lido, ao mesmo tempo, alto investimento inicial (de tempo). Pois não existe negócio próprio em que você não precise investir tempo nem dinheiro e que renda muito. Enfim, quanto menos dinheiro para abrir, maior a demanda de tempo para esculpir o modelo de negócios perfeito e levantar voo.

Quando você, então, tem ideias para ganhar dinheiro em um campo pouco explorado e começa com pouco dinheiro, mas dedicando-se ao máximo (mesmo que em paralelo ao seu trabalho) a esse projeto, o risco de se arruinar financeiramente com uma ideia que não deu certo é bem mais baixo.

ideias de negocios
Produção de vídeos com drone
Automação de pequeno comércio
Consultoria ecológica
Guia turístico com Van ou Jipe
Personal “Eu”
Site de avaliação de produtos
Agência de RH
Agarre o seu Grátis!

As boas ideias de negócios estão nas tendências

Você já percebeu alguns movimentos que os hábitos das pessoas estão sofrendo? Vários deles são claramente perceptíveis e você pode se posicionar à frente do mercado e apenas esperar que ele se volte para você. Exemplos de mercados que crescem (enquanto outros retraem):

  • Produtos orgânicos e naturais;
  • Reaproveitamento de água, economia de energia, consumo ecológico e sustentável;
  • Produtos para Pets (as pessoas estão tendo menos filhos e mais animais);
  • Serviços de coach e desenvolvimento pessoal em geral;
  • O infinito mercado da beleza pessoal;
  • O infinito mercado do turismo.
  • Virtualização: escritórios virtuais ou de coworking, lojas virtuais, aulas particulares e de línguas virtuais, publicidade virtual.
  • Consultoria para aumento de eficiência. Engenharia de produção, construção de imóveis e fabricação de bens sob o conceito modular.
  • Produtos e serviços premium: Aventura e turismo de experiência.

ferramentas

Comece pequeno

Não se afobe. O mesmo conselho que o Eduardinho dá a seus alunos sobre o mercado financeiro também se aplica aos novos empreendedores, que têm suas mirabolantes ideias de negócios, mas ainda não sabem se elas resistirão ao duro teste da realidade.

1Comece testando a ideia de negócio que você teve. Principalmente se você procura abrir um negócio que gire em paralelo à sua principal fonte de renda. Monte a menor estrutura possível e ofereça-o aos poucos, testando se a ideia de negócio que você teve é realmente boa.

Não cometa o erro de imobilizar muito dinheiro sem antes testar se o mercado tem potencial, se a demanda realmente existe ou se só estava em sua cabeça.

2Seja flexível, expanda para um ramo conexo ou até mesmo troque de ramo se perceber que há oportunidades melhores na área em que você pretendia atuar.

Se você imaginava que seria interessante abrir uma operadora de mergulho em determinado destino turístico, mas percebeu que o mercado está saturado e que há uma demanda, por exemplo, por passeios a cavalo na mesma região, adapte-se e explore esse novo mercado. Vimos, por exemplo, em Paraty, que uma das atrações mais recomendadas do TripAdvisor é o passeio a cavalo.

3Busque parcerias locais. Vá atrás de seu público e faça parcerias com quem já tem contatos na área. Ofereça comissões para fechar essas parcerias.

Recentemente dei essa dica a um amigo. Em uma conversa, percebemos que os clientes dele (embora seu serviço não seja do ramo imobiliário) eram pessoas que buscavam imóveis. O conselho foi procurar imobiliárias e corretores locais e oferecer-lhes uma comissão caso indicassem clientes. Assim, o corretor via com bons olhos pois o meu amigo não era seu concorrente e ele ainda podia fazer uma renda extra com aquele prospecto que, muitas vezes, não fecharia o negócio com o imóvel que estava pesquisando.

4Go online! Todos os negócios atuais que não estão na internet correm sério risco de mercado no médio e longo prazos. Com os aplicativos atuais, até mesmo pedir uma pizza está deixando de ser feito via balcão e passando para os celulares e computadores.

Gerar presença virtual pode expandir muito seu alcance e até mesmo tornar viável um nicho muito específico que aparentemente não seria promissor.

40 ideias de negócios

Baixe agora o PDF

Produção de vídeos com drone
Automação de pequeno comércio
Consultoria ecológica
Guia turístico com Van ou Jipe
Personal “Eu”
Site de avaliação de produtos
Agência de RH

Adendo: e o modelo de franquias?

Quando não se tem experiência em comércio, a saída de muita gente é buscar o modelo “testado e aprovado” e buscam por franquias. Porém, vale lembrar que as franqueadoras não oferecem uma garantia de sucesso e, por todos os lados você lê relatos de franqueados insatisfeitos.

Além disso, há a taxa de franquia (inicial) e a taxa dos royalties (mensal), que faz muitas vezes o negócio deixar de ser acessível a quem tem pouco dinheiro. Eu, pessoalmente, conheci uma franquia que após 3 anos de inauguração, havia 2 anos não gerava lucro ou prejuízo. Fazia somente o suficiente para manter-se aberta.

Lembre-se que quanto maior o investimento inicial, maior o risco.

A vantagem da franquia está em pular etapas do aprimoramento do modelo de negócio (você tem em mente um modelo, mas na hora de colocar em prática, outro pode ser mais adequado), utilização da força da marca.

Se a franquia que você está olhando não oferecer suporte suficiente nessas áreas, melhor iniciar seu próprio negócio do início.

Quase lá. 50% completo!

progresso

Informe o email para o qual devemos enviar o material.

email

Nós odiamos spam e manteremos seu email seguro.

×

Mais sobre os assuntos:

author-photo
Liz é advogada e blogueira nas horas vagas. Possui diversos blogs de nicho, mas seus maiores feitos são o Carteira Rica e o Grafiico. Mexe com esse tal de computador, ou, nos termos atuais, é empreendedora digital. Não é nômade, nem 'lifestyle', tem mais o que fazer e um bebê para cuidar.