Artigo

Investimentos inteligentes com alocação de ativos (parte 4/5)

investimentos-inteligentes
Eduardinho 26 de julho de 2014
investimentos-inteligentes

Falta de diversificação de ativos

Caros leitores, já alcançamos o 4º degrau de nossa escada (conheça os demais degraus do investimento eficiente). Enfim, vamos falar de estratégias vencedoras, de investimentos inteligentes. Dentre eles, destaca-se a tradicional estratégia de alocação de ativos como uma boa opção para iniciante no mercado financeiro.

O que a alocação de ativos tem que a estratégia do degrau 3 não?

No mínimo, humildade. A alocação de ativos tradicional não tenta prever o mercado, como as operações de daytrade e análise técnica.

Além disso, o que faz dessa uma técnica de investimentos inteligentes é a tranqüilidade que ela oferece ao investidor: sabendo que seus riscos estão controlados e adotando um método que não exige “dedicação em tempo integral” (acompanhamento pari passu do mercado, como a estratégia do nível 3), o investidor consegue uma rentabilidade superior à dos investimentos super-seguros e, “de quebra”, retoma as rédeas de sua vida pessoal e profissional.

Como funciona a alocação de ativos?

Quais são os pilares e pressupostos desse método de como investir?
[img_text_aside style=”2″ image=”https://carteirarica.com.br/wp-content/uploads/2014/07/analytics-icons1.png” image_alignment=”left” headline=”Riscos” text=”

Compreender a existência de riscos é fundamental para a estratégia. A alocação de ativos combate o risco por meio da diversificação.

” alignment=”left”][/img_text_aside]
[img_text_aside style=”2″ image=”https://carteirarica.com.br/wp-content/uploads/2014/07/ecommerce.png” image_alignment=”left” headline=”Classes de ativos” text=”

Cada classe de ativos financeiros é, em si, rentável de alguma medida. Logo, o investidor tem à sua disposição diversos produtos financeiros para montar seu portifólio de investimentos.

” alignment=”left”]/img_text_aside]
[img_text_aside style=”2″ image=”https://carteirarica.com.br/wp-content/uploads/2014/07/networking-icon.png” image_alignment=”left” headline=”Diversificação” text=”

Cada classe de ativos financeiros costuma possuir vários ativos em espécie (por exemplo, a classe de fundos multimercado abrangerá os diversos fundos multimercado geridos cada qual por uma instituição financeira.

” alignment=”left”][/img_text_aside]
[img_text_aside style=”2″ image=”https://carteirarica.com.br/wp-content/uploads/2014/07/tweaks-icon.png” image_alignment=”left” headline=”Correlações diferentes” text=”

Tendo em vista as diversas correlações entre ativos (diferenças de rentabilidade conforme condições do mercado), é desejável a diversificação entre os ativos dentro de uma classe e entre ativos de classes diferentes.

” alignment=”left”][/img_text_aside]
[img_text_aside style=”2″ image=”https://carteirarica.com.br/wp-content/uploads/2014/07/conversion-icon.png” image_alignment=”left” headline=”Balanceamento” text=”

O investidor deve reequilibrar seu portfólio periodicamente, uma vez que a pluralidade de rentabilidades conquistadas por cada ativo desfiguram a distribuição original pretendida (exemplo: você queria alocar 30% de seus recursos em Tesouro Direto, mas ele rendeu demais e alcançou 50%. Você vende, então, o excedente e utiliza-o para adquirir mais de outros ativos).

” alignment=”left”][/img_text_aside]
[img_text_aside style=”2″ image=”https://carteirarica.com.br/wp-content/uploads/2014/07/presentation-icon.png” image_alignment=”left” headline=”Mercado Cíclico” text=”

Enfim, pressupõe-se que o mercado é cíclico, pois, ao retirar parcelas recursos de um investimento bem sucedido para alocar em um mal sucedido, parte-se do pressuposto que uma hora essa situação se inverterá.

” alignment=”left”][/img_text_aside]

Regra 100 de alocação de ativos

Essa é uma maneira muitíssimo simplificada de se alocar ativos, mas é um parâmetro inicial para quem procura investimentos inteligentes com pouco dinheiro, e quer uma dica de investimento rápida: A sua idade (em percentual de seu capital), você investirá em renda fixa. Depois, você subtrai a sua idade do número 100 e, o número encontrado será o percentual de seus recursos que você investirá no mercado de ações.

Alocação de ativos: mais além

O mercado vai muito além de renda fixa x renda variável. Por isso, a estratégia de alocação de ativos costuma resultar em uma carteira que detém opções de:

  • Ações
  • Renda fixa (títulos privados)
  • Títulos públicos
  • Fundos imobiliários
  • Dólar, ouro, forex, etc.
  • Opções, mercado futuro, etc.

E mais, além da tradicional alocação de ativos com readequação fixa e constante de percentuais, há outras técnicas, como a chamada alocação tática de ativos, estratégias que são mais avançadas e que têm mais a ver com o que será o nosso 5º degrau dos investimentos financeiros (aguarde nosso último artigo da série!).

Por que esses são investimentos inteligentes?

Porque a estratégia de alocação de ativos oferece uma rentabilidade superior para o investidor que (ainda) não detém os conhecimentos matemáticos, contábeis e econômicos necessários para atuar de maneira mais ativa no mercado.

Se você busca realizar investimentos inteligentes para conquistar e multiplicar o seu primeiro milhão, talvez essa estratégia não seja a mais rápida, mas, com certeza, já é um primeiro passo de um caminho consistente e, o mais importante, é acessível a pessoas comuns.

Como me aprofundar no tema?

Para se aprofundar e entender melhor como funciona a estratégia de alocação de ativos, há diversos livros, como:

asset allocation

link ebook em português.

  1. Asset Allocation: Balancing financial risks. De Roger Gibson.
  2. The Intelligent Asset Allocator: How to Build Your Portfolio to Maximize Returns and Minimize Risks. De William Bernstein.
  3. Em português, há o ebook Alocação de Ativos. Aqui está o link para o material que inclui o ebook, um verdadeiro guia de estudo, e inclui 3 planilhas.

Série 5 estágios dos investimentos inteligentes no mercado financeiro:

Parte 1: Investimento eficaz em 5 estágios: descubra em qual você está!

Parte 2: Investimentos financeiros para iniciantes (ultra-conservadores).

Parte 3: Day trade e análise técnica: investimento ineficiente (parte 3/5).

Parte 4: Você está aqui!

Parte 5: Os modos eficientes de investir (degrau 5).

Receba
gratuitamente o

Conteúdo para te ajudar a enriquecer

Acompanhe nas redes sociais