prosperidade zen

Três passos para ter 1 Milhão em 10 anos com 2 mil/mês

Material de apoio do artigo:


Faça uma cópia da planilha para seu Google Sheets:

.

 

Link para download do pdf: https://carteirarica.com.br/ebk-prosperidade-zen

Fórum de discussões sobre ideias de negócios e renda extra no Capitool: https://www.capitool.com.br/t/renda-extra-brainstorm-de-ideias-de-negocios/100/19

Um milhão de reais

Um milhão é a quantia mágica das finanças. Não é apenas um dígito a mais, é um dígito que adiciona o segundo ponto separador de milhares em seu patrimônio (“1.000.000,00” ). Se seu patrimônio era em KR$ (quiloreais), você passa a MR$ (megareais).

Enfim, no imaginário popular, quem tem milhão é rico, ganhador de mega-sena, quem não tem, não é.

Mas, passada a parte da fantasia e do imaginário, é hora de falar sério sobre o assunto.

 

metas

Para que ter um milhão?

A pergunta parece infantil, mas até a escolha das palavras foi intencional. Eu não pergunto “por que” ter um milhão, mas “para que”.

Quando você estipula uma meta em um planejamento financeiro, é importante que essa meta não seja abstrata, em números, mas concreta, que traga benefícios reais.

Se você busca alcançar um número, na primeira dificuldade você desistirá. Afinal, o que você faz com um número? Números não servem para nada, nem para comer. Já tentou comer um “um” ou um “dois”? Não dá.

Agora, se você busca um milhão porque, por exemplo, ele te gerará uma renda passiva de – por exemplo – 5 mil reais por mês e com essa renda você deixará seu emprego para fazer tirar um ano sabático e conhecer a Rússia, seu desejo desde pequeno (principalmente se for leitor de Dostoiévski, Tchekhov e Tolstói – a Liz adora), ou o sudeste asiático, ou (outro exemplo) poder ajudar seus pais, adquirir uma casa melhor, iniciar seu negócio em determinada área. Aí a meta vale a pena, ela é concreta e é mais provável que você encare o desafio.

Então, antes de estipular o objetivo do seu planejamento financeiro, é pré-requisito que você saiba exatamente o que fará com aquele dinheiro. Em uma frase bem concreta, e de preferência curta, e que encabeçará o seu planejamento.

 

Quem tem um milhão é rico?

Quando a expressão “milionário” era usada em filmes de Hollywood há um século, ela significava aquelas pessoas com posses imensas: grandes extensões de terra, palácios nos Estados Unidos e na Europa, lindos cavalos, jardins imensos, fábricas, navios, carros (sim, automóvel era luxo).

Enfim, algo que hoje exige um patrimônio não de sete dígitos, mas de oito ou nove.

Então as pessoas passaram a fazer “mirabolismos” sobre o significado de milionário. Aqui no Brasil, na década de noventa, um milhão de reais em patrimônio significava milionário. Depois, passou a ser um milhão de reais em investimentos financeiros, fora os bens de uso pessoal e familiar (imóveis e automóveis de uso próprio), por fim, passou a um milhão de dólares na mão.

Mas o que importa é o título de milionário? O que acontece quando recebo esse título, viro um lorde inglês?

Aí é que está a questão: não acontece nada disso. Se você tem dermatite seborreica (seborreia) antes, você continuará tendo depois, se você ronca ou é obeso antes, muito provável que continuará sendo depois. Não há um clube dos ricos e, mesmo que tivesse, eu indicaria que você não ingressasse nesse clube ao se tornar um (para evitar de se tornar uma pessoa, vamos dizer, “afetada”).

O dinheiro não muda as pessoas para melhor

Então você encara a realidade: o dinheiro não muda as pessoas para melhor.

Veja bem, o dinheiro pode mudar a vida de uma pessoa para melhor, ela pode ter mais liberdade, mais condições de expressar a sua personalidade e traz vários outros benefícios. O que estou dizendo é que ele não muda a pessoa para melhor.

Aceitar isso, que o dinheiro não melhor ninguém, leva à seguinte conclusão: Você deve se tornar uma pessoa melhor independentemente (e antes) de ter dinheiro.

happiness

Além disso, outra questão importante é que você não precisa de um milhão para ser feliz.

A quantia mágica que te trará liberdade financeira é extremamente subjetiva.

É a questão da ansiedade e insegurança. Algumas pessoas, mesmo com 10 milhões, sentem-se inseguras e buscam um patrimônio maior para evitar situações como “passar fome no futuro” (pode acreditar que tem). Outras pessoas, com uma aposentadoria do INSS (que pode ser até de 1 SM – mas tem que ser direito adquirido, pois quem ainda não se aposentou…), casa própria e mais 50 mil em capital, já pode se sentir completamente livre.

Então, a meta de um milhão é simbólica, ok? Busque sua própria meta de acordo com aquilo que lhe trará a liberdade para trabalhar com o que quiser, sem preocupação financeira e stress. Encontrado o valor que te faz bem, seja ele maior ou menor que 1 milhão. Essa é a quantia.

 

Como juntar um milhão

No vídeo deste artigo, fizemos o planejamento para o Léo – meu cabeleireiro – atingir 1 milhão de reais em 10 anos. A poupança mensal atual do Léo é de 2 mil reais (desconsideramos que o Léo já tem 10 mil poupados).

Pontos fortes do Léo :

  • Foco na independência financeira;
  • Já consegue poupar consistentemente;
  • Leitor ávido, investe pesado em capacitação (tanto na área de estética quanto em desenvolvimento pessoal – objetivo se tornar coach – e em finanças pessoais);
  • Já tomou atitude e implementou 👍 renda extra;
  • Namorada ajuda 👍 e apoia;

Pontos fracos:

  • Pai e irmão descontrolados financeiramente;

Em resumo, o planejamento do Léo consiste em:

  1. Após 3 meses de “carência”, elevar a poupança mensal de 2.000 para R$ 3.500 poupando, a cada mês, R$ 83,33 a mais que no mês anterior. Isso ocorrerá em 18 meses aprimorando a renda extra que ele já possui. Em paralelo, ele fará a sonhada capacitação em coachFase da aceleração;
  2. Em aproximadamente 2 anos ele começará a Fase da consolidação. Com a renda extra em pleno vapor e devidamente capacitado para sua atividade-alvo, Léo buscará os primeiros clientes. É a fase da consolidação de sua marca pessoal e levará 40 meses. Durante esse prazo, ele poupará, a cada mês, R$ 62,50 a mais que no mês anterior;
  3. A terceira fase, a Fase da estabilidade, quando o Léo já tiver “carreira paralela” de coach consolidada e aumentará sua poupança em R$ 28 (e posteriormente R$ 21) por mês. Até completar 1 milhão de reais em 10 anos. Nessa fase, com o Léo já poderá ter planos de filhos/casamento com a atual namorada e, mesmo que sua renda continue aumentando, não é prudente esperar uma poupança aumentando de maneira acelerada.

Os dados acima são em valores reais. Na planilha do Léo colocamos uma coluna com valores reais e outra, com valores nominais, estimando uma inflação anual de 5%. Assim, o aumento mensal da taxa de poupança pode ser maior conforme a inflação. O link para copiar a planilha (Google Sheets – não faça download, apenas copie para seu Google Sheets) consta do ebook, basta baixá-lo, ler e clicar no link.

Link para download do pdf: https://carteirarica.com.br/ebk-prosperidade-zen

Estratégias do Léo para aumentar a renda extra

O Léo criou uma loja virtual no Mercado Livre junto com seu irmão e, sem dedicar seriamente ao assunto, já retira de 600 a R$ 800 por mês.

Se você quer acompanhar a evolução do Léo na geração de renda extra e técnicas, sugiro fortemente que você se cadastre nessa excelente ferramenta de bate-papo gratuita chamada Capitool, onde existe um tópico, do qual participo, em que discutimos ideias de negócios:

https://www.capitool.com.br/t/renda-extra-brainstorm-de-ideias-de-negocios/100/19

capitool

Eu convidei o Léo a participar do grupo e, caso ele aceite o convite, você poderá acompanhar as estratégias que ele estiver empregado em sua jornada para gerar renda extra. Além disso, você pode postar a sua própria jornada lá e receber dicas. Afinal, um fórum de discussões é para isso.

 

Prosperidade Zen

No ebook que acompanha esse artigo, você pode ler um pouco do que são os 3 pilares fundamentais para entrar em um fluxo de geração de riquezas.

O pilar Z, do Zero-desperdício (de energia), consiste em evitar que aquele energia que você trouxe para seu círculo de geração de riquezas seja drenada. É o pilar da não-ação.

O pilar E, da Energia, consiste em empreender, estudar, investir eficientemente. Trazer recursos para formar um fluxo de riqueza. É o pilar da ação.

O pilar N, é o pilar da Neutralidade, é o pilar no-stress, na paz. É essencial que ele seja aplicado junto aos outros dois padrões de comportamento. Não adianta poupar se isso for feito de maneira sacrificante e pesarosa. Não adianta empreender se o stress resultante colocar em risco sua saúde. Investir, idem. É necessário que seu caminho seja criativo e traga bons sentimentos e boas experiências. O responsável por isso é o pilar N.

zen

Os três pilares condensam a sabedoria (real) de vários temas que abordamos frequentemente por aqui.

A importância do poupar, por exemplo, tanto quanto de saber ganhar dinheiro. O consumo, não apenas de alimentos, mas também de objetos (compras e gastos supérfluos) vêm da ansiedade. Com auto-conhecimento você combate esse mal que nunca o permitirá ter paz interna e uma vida equilibrada.

Com relação ao objetivo financeiro, o destino de seu planejamento, de nada vale e dificilmente será alcançado se o caminho não for prazeroso. Afinal, o futuro não existe, o que existe é o presente. Se você projetar sua vida e sua felicidade sempre a um ponto no futuro, você viverá triste e ansioso até lá e, mesmo se alcançar esse ponto (apesar de todo esse peso), não alcançará a paz.

Por fim, empregando sistematicamente sua energia na geração de riqueza e prosperidade, em um caminho rico “em si”, dificilmente você não colherá ótimos frutos, pois eles serão consequência natural do processo.

Tenho a intenção de escrever um livro físico sobre o tema (daqueles que custam ninharia de uns 20 a 30 reais e você compra na livraria), pois tenho várias ideias a respeito que se inter-relacionam. Se você achar que seria interessante, dê-nos um feedback que usarei justamente a resposta dos leitores como medidor de interesse no tema.

 

Um grande abraço e muita paz e sucesso a todos em sua jornada!

Mais sobre os assuntos: ,

author-photo
Eduardinho é Auditor da Receita Federal e educador na área de Finanças Pessoais. Criador do método Carteira Rica de enriquecimento, o autor compartilha suas dicas neste blog e vai ajudar você a transformar o modo como lidar com seus investimentos.